Conselhos para deixar de procrastinar na poupança

Já parou para pensar na quantidade de decisões que adia diariamente? Na hora de fazer exercício físico, na aprendizagem de um novo idioma, e inclusivamente no momento de realizar a sua planificação financeira e poupar mensalmente. A procrastinação e a poupança andam de mãos dadas involuntariamente, pelo que neste artigo encontrará alguns conselhos para deixar de lado as desculpas e pôr em dia as suas finanças pessoais.

Dizem-nos desde crianças e reafirmamo-lo em adultos: “não deixes para amanhã o que podes fazer hoje”. A procrastinação trata disso, do hábito de adiar atividades que devem ser realizadas, substituindo-as por outras situações que tendem a ser mais agradáveis e que satisfazem necessidades imediatas. Quando a procrastinação chega à poupança, a nossa economia e a gestão da vida diária tornam-se ineficazes, uma vez que adiamos a concretização de objetivos, como poupar para a reforma. Em consequência, desse adiamento, os gastos sem controlo apoderam-se das nossas vidas e, portanto, poupar converte-se numa tarefa cada vez mais difícil. Quais são as principais razões e desculpas para procrastinar na poupança?

“Não ganho dinheiro suficiente para poupar”

Pensar que haverá tempo para economizar quando começar a ganhar mais dinheiro é um erro, pois deixa o tempo passar com a incerteza de saber se irá aumentar os seus rendimentos a curto prazo. Não há dúvida de que, quanto maior o seu salário, maior será a capacidade de poupança, mas também a possibilidade de continuar a desperdiçar. Se é consciente disso, faça um planeamento, fixe uma proporção aos seus rendimentos mensais para a sua poupança e concretize-a.

“Tenho outras prioridades e gastos no presente”

Há quem considere que a quantidade de despesas no presente impossibilita a realização de uma poupança mensal. No entanto, refletir sobre os gastos que podemos evitar mensalmente, como os gastos formiga, pode fazer-nos compreender que se trata de dar prioridade ao que realmente importa. Que aconteceria se evitasse comer fora uma vez por semana, se deixasse de fumar, ou se abdicasse da aula de pintura que nem tem o hábito de frequentar? Reflita sobre as suas necessidades e poderá descobrir como alguns dos seus hábitos não são tão necessários e pense no que diria ao seu “eu” do futuro.

Fazer um orçamento invertido para acabar com as desculpas

Para deixar de procrastinar na poupança de maneira definitiva, uma das grandes soluções ao seu alcance passa por realizar um orçamento invertido. Para poder executar um orçamento invertido ou “reverse budgeting”, será necessário estabelecer primeiro no seu orçamento mensal um valor ou percentagem destinado à poupança. Ou seja, deverá dar prioridade à poupança na hora de planear os seus gastos mensais de acordo com os seus rendimentos. Para o tornar possível de uma maneira mais ligeira, a regra 50/20/30 da poupança pode servir-lhe de ajuda para conseguir a disciplina financeira que tanto anseia. Graças a esta técnica terá a certeza de que poderá guardar parte do seu dinheiro todos os meses e verá crescer as suas economias.

Escreva um comentário

O seu comentário será analisado pelos nossos editores antes de ser publicado. O seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Este campo é obrigatório.
null Sobremesas saudáveis de Natal

Sobremesas saudáveis de Natal

Chega o Natal, os encontros e os reencontros com a família e amigos e, com eles, as refeições abundantes que nos acompanham durante semanas. Depois de passar o ano inteiro a tentar cuidar da alimentação, viver um Natal saudável também é possível se começarmos a fazer alterações nas ementas, a começar pelas sobremesas. Neste texto apresentamos-lhe algumas ideias para que o último prato não represente um “plus” de calorias extra nas suas refeições natalícias.

Entre sonhos, rabanadas, bolo-rei, bombons de chocolate e copos de vinho e de champanhe, durante o Natal o consumo de açúcar dispara. A OMS recomenda que o consumo de açúcares livres seja inferior a 10% do consumo energético total e, como na época natalícia o açúcar tende a estar mais concentrado nas sobremesas, estas são algumas sugestões de sobremesas leves e saudáveis que temos para lhe apresentar.

Salada de frutas

Por muito simples que pareça, esta ideia torna-se uma delícia se juntarmos os ingredientes certos. Além de conter todos os benefícios da fruta, como o fornecimento de fibras, vitaminas e minerais, uma salada de frutas fresca proporciona uma sensação de leveza após refeições pesadas. Para fazer uma salada de frutas digna de ser considerada uma ótima sobremesa de Natal, são necessários os seguintes ingredientes: banana, melão, maçã, kiwi, pêssego em calda, laranja, morangos, framboesas. Algumas frutas, como é o caso da framboesa e de outros frutos silvestres, podem ser encontradas congeladas no supermercado e, assim, não há problema em inclui-las. Lembre-se de usar limão para a fruta não oxidar e sumo de laranja para a fruta não secar e para ganhar uma maior doçura, uma vez que o objetivo desta receita é evitar a utilização de açúcar. A quantidade de fruta utilizada vai depender do número de pessoas.

Receitas com ananás

O ananás é uma das frutas mais apreciadas durante o Natal e, com um pouco de imaginação e algumas horas na cozinha, é possível preparar-se sobremesas realmente deliciosas saudáveis. Uma das receitas que sugerimos é a mousse de ananás, para a qual é necessário apenas ananás em calda com sumo natural, claras de ovo, gelatina sem sabor, natas para bater e ramos de hortelã. Depois de realizar todos os passos da preparação, deve conservar a mousse no frigorífico durante um dia e está pronta a sua sobremesa fresca e leve! Não esqueça que, se for necessário açúcar durante a fase de preparação, pode optar por adoçantes naturais, como stevia ou mel.

Cheesecake sem açúcar

Existem dois tipos de pessoas: aquelas que gostam de cheesecake, e aquelas que adoram cheesecake. Preparar esta sobremesa de Natal significa sucesso garantido, ainda mais, se for feita de forma saudável, sem adição de açúcares. Para isso, é necessário, aproximadamente, 450 gramas de queijo creme light, 1 iogurte grego magro, stevia, sumo de limão natural, ½ chávena de farinha de amêndoa, 2 colheres de manteiga de amêndoa, 2 colheres de sopa de adoçante natural, ¼ colher de chá de extracto de amêndoa e 1 colher de sopa de leite de amêndoa. O processo de preparação é simples e, sem dúvida, vai deixar os seus convidados de boca aberta com uma sobremesa saudável e digna de restaurante.

Cozinhar com as crianças

Como o Natal é sinónimo de reencontros com toda a família, cozinhar sobremesas saudáveis com as crianças é a oportunidade perfeita para elas aprenderem a cozinhar de forma saudável e, claro, porem à prova a sua criatividade e imaginação. A primeira receita para fazer isto acontecer é preparar bolachas de aveia, banana e chocolate, criando formas divertidas e natalícias. Para isso, é necessário 250 gramas de flocos de aveia, 2 bananas maduras, 50 gramas de chocolate (quanto maior percentagem de cacau, menos adição de açúcar e, portanto, mais saudável) e canela em pó. A preparação baseia-se em misturar os ingredientes e adicionar o chocolate em pequenos pedaços, como se fossem pepitas. Para fazer bolachas de Natal personalizadas, podem ser utilizados moldes de árvore de Natal, estrelas ou bonecos de gengibre, e as crianças podem participar com a sua criatividade na decoração natalícia.

Temos a certeza de que estas receitas vão trazer-lhe excelentes ideias para preparar sobremesas saudáveis de Natal. Por muito simples que pareçam, não se esqueça que, o mais importante nestas datas é reunir e desfrutar o tempo passado com os seus entes queridos.

Cozinhar em família ou fazer decorações de Natal faz parte da lista de planos que preparamos para si, para que possa desfrutar do Natal a um bom preço. Descubra as restantes atividades no nosso Blog e não deixe de fazer nada durante estas férias de inverno!

Escreva um comentário

O seu comentário será analisado pelos nossos editores antes de ser publicado. O seu endereço de e-mail nunca será publicado.

Este campo é obrigatório.